Notícias
Você está aqui: Home | Noticias | Distrito Federal | Oficina é realizada em Brasília para orientadores de nove estados
Oficina é realizada em Brasília para orientadores de nove estados
25 de fevereiro de 2014

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Oficina de Orientadores de Aprendizagem do Projeto Caminhos do Cuidado que vão atuar nos estados do Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte e Rondônia foi aberta nesta segunda-feira (24/02), em Brasília. Durante três dias, os futuros orientadores participarão de aulas, dinâmicas e receberão conhecimentos de Educação a Distância (EAD) para atuar junto aos tutores, que serão responsáveis pela formação dos Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) e Auxiliares e Técnicos de Enfermagem (ATENFs).

Para compor a mesa de abertura do evento foram convidados os representantes do Ministério da Saúde: Bethânia Meireles, da Secretaria de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde (SGTES); Marcelo Pedra, do Departamento de Atenção Básica e Cláudio Barreiros da área de Saúde Mental do Ministério da Saúde. Também participaram da composição da mesa, Renata Pekelman da coordenação executiva do projeto Caminhos do Cuidado e da Escola Grupo Hospitalar Conceição e a diretora da Escola Técnica do SUS do Distrito Federal, Ena Galvão.

Cláudio Barreiros deu as boas vindas aos alunos em nome da área de Saúde Mental e disse apostar na tecnologia de formação. “Esse não é um mero curso é um caminho Importante para a efetivação de toda a mudança de paradigma que a Saúde Mental percebe ao longo de sua história, daí a importância da participação, envolvimento e comprometimento de vocês.”

Marcelo Pedra, do Departamento de Atenção Básica, destacou o momento de aproximação da Saúde Mental e a Atenção Básica. “Nesse momento, um curso de formação do NASF está sendo realizado, e no decorrer do ano estão previstos mais três cursos. É um momento importante de mobilizar mais trabalhadores da Atenção Básica”, disse. Pedro acrescentou que há um longo trabalho pela frente. “Não são discussões simples no território, trata-se de deslocar a discussão da droga para a discussão do cuidado”.

A diretora da ETSUS do Distrito Federal, Ena Galvão falando aos alunos disse que o “Caminhos do Cuidado” tem algumas características diferenciadas no Distrito Federal, lá o trabalho é feito com regionais, enquanto nos Estados se trabalha com os Municípios. Mencionando a fala de Cláudio Barreiros, a diretora disse que o entendia quando ele afirmou que o “Caminhos do Cuidado” não é um mero curso. “Fiquei impressionada com uma turma que se formou e 70% dos alunos disseram que depois do curso, eles passaram a ter um novo olhar. Isso tem um significado”.

Bethânia Meireles contextualizou o OLYMPUS DIGITAL CAMERAprojeto explicando que ele é uma ação do programa “Crack, é possível vencer”. Ela acrescentou que ele é fruto da parceria entre o Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica (ICICT) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Grupo Hospitalar Conceição e Escolas de Saúde Pública e Escolas Técnicas do SUS. Ela contou que o projeto é considerado audacioso por visar a formação de todos os Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) e um auxiliar e técnico de enfermagem de cada equipe. “Esse projeto não é nosso, esse projeto é da sociedade que está repensando um cuidado da Saúde Mental na Atenção Básica”.

Renata Pekelman falou sobre o curso e toda a programação e disse que o projeto pressupõe um pacto entre as Escolas de Saúde Pública e Escolas Técnicas do SUS, as áreas técnicas de Saúde Mental e de Atenção Básica das três esferas e Conselhos de Secretários Municipais de Saúde.


Enviar por Email! Imprimir
 
Saiba mais:
Navegue pela sua Região
Distrito Federal
Desenvolvimento: Do it! Design